Grupo de pessoas unindo as mãos

A rede entre pessoas empreendedoras: o interpreendedorismo.

Tempo estimado de leitura: 5 minutos

O interpreendedorismo é um movimento estratégico entre pessoas empreendedoras.

O ano de 2020 marcado pela crise global da saúde, impactou severamente a vida humana no planeta.

Algumas pessoas que empreendem no Brasil, micros e pequenos empreendedores, que já estavam fragilizadas financeiramente antes da crise, faliram e outras buscaram apoios para a sobrevivência.

A busca de ajuda entre as pessoas empreendedoras no Brasil deu origem ao que defini de Interpreendedorismo e tem sido muito pesquisado e os princípios aplicados nas práticas da Emperifa.

O interpreendedorismo é um movimento de parcerias estratégicas entre pessoas que empreendem, com vistas à manutenção, posicionamento e desenvolvimento das empresas nos mercados em que atuam.

Grandes empresas de varejo, capacitaram e ofereceram espaços em suas plataformas digitais aos nanos, micros e pequenos empreendedores para comercializarem seus produtos e serviços. Foi uma forma encontrada para que os pequenos empreendedores pudessem ser introduzidos no comércio eletrônico, principalmente aqueles que não tinham canal de vendas on-line.

Mas as relações interpreendedoras não se limitaram entre as grandes e pequenas empresas. Inúmeras pequenas empresas têm observado a importância de se conectarem, inicialmente para a manutenção dos seus negócios. Descobrem que as relações podem ser estabelecidas para além da manutenção dos negócios, porque outros fatores relevantes contribuem para a evolução das empresas envolvidas: melhoria e fortalecimento da cadeia de valor, redução de custos, melhoria da qualidade de produtos e serviços, diferenciação e inovação de bens e serviços, melhoria no uso das tecnologias, maior atratividade e lucratividade dos negócios.

Os 3 fatores fundamentais, que você precisa saber, para a prática do interpreendedorismo

Para que você possa praticar o interpreendedorismo de forma efetiva, eficiente, eficaz, excelente é fundamental considerar:

1) Saber sobre o seu negócio: uma pergunta chave que você merece responder: “Qual é o meu negócio?” A resposta para essa pergunta é um exercício para entender o significado dos produtos e serviços para o seu cliente, bem como o conceito do negócio. Ter a resposta para “Qual é o meu negócio?” facilitará a identificação de parceiros que agregarão valor e reforçarão o conceito do seu negócio.

Como proposta para chegar ao conceito do negócio é pensar no propósito da empresa e o que os produtos e serviços representam aos clientes, naquilo que necessitam e desejam.

Beatriz Rinaldi Santos, produz e comercializa roupas, figurinos, acessórios e adereços cênicos, quadros, silks, obras de arte. A empreendedora da Consultoria Em Soluções Poéticas, empresa localizada na região leste da cidade de São Paulo, no bairro de Sapopemba, define o propósito da empresa como sendo o de educar o consumidor, mostrando todo o processo e complexidade da feitura de roupas e acessórios, pensando a sustentabilidade de forma abrangente: matéria prima, valorização profissional técnica e reflexão sobre a necessidade de consumo. O negócio da Beatriz pode ser definido como Soluções Poéticas; ou Soluções Poéticas Conscientes e Sustentáveis. Desta forma, é possível compreender a relação existente entre o portfólio de produtos que confecciona e vende em consideração ao propósito da empresa e as necessidades e desejos dos seus clientes.

2) Rede de contato: é preciso andar, conversar e escutar; trocar experiências com outras pessoas empreendedoras nos mais diversos espaços e eventos. Ninguém faz nada sozinho, mais do que um jargão, precisamos compreender que é uma verdade. Contato inspira, promove conhecimento, possibilita diferenciais e agrega valores aos negócios.

3) Saber o quê precisa e o quê quer em cada momento da empresa: saber as necessidades da empresa é fundamental para encontrar parceiros mais adequados, até mesmo em termos de saber onde eles estão. Acredito que ninguém quer perder tempo, esforço e dinheiro. Participar de encontros que não levam a nada acontece, normalmente, para as pessoas que não têm certeza do que querem ou precisam.

Se você entende e se interessa em participar do movimento Interpreendedor é importante compreender e aplicar esses 3 fundamentos. Saiba que o interpreendedorismo não permite pular etapas.

Comece a praticar os 3 princípios abordados nesse artigo e terá oportunidade para conquistar parcerias estratégicas que agregam valor e ajudam a  gerar novos resultados para os seus negócios.

Sugestões deste artigo

CanalTech

https://canaltech.com.br/e-commerce/magazine-luiza-cria-programa-para-pequenas-empresas-e-autonomos-venderem-de-casa-162705/

Economia UOL

https://economia.uol.com.br/noticias/redacao/2020/03/31/magalu-cria-plataforma-onde-pequenas-empresas-podem-anunciar-produtos.htm

Exame PME

https://exame.com/pme/mercado-livre-abre-inscricoes-para-o-programa-empreender-com-impacto/

Livro

NAKAGAWA, Marcelo. Empreendedorismo: elabore seu plano de negócio e faça a diferença! São Paulo: Editora Senac São Paulo; Rio de Janeiro: Senac Nacional, 2013.

*MARCIO CARDOSO SANTOS – sócio fundador da Emperifa Ltda. Mestre em Gestão da Criatividade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.